4 Próximas Atividades
 
27 de novembro / 19:30
Culto de Ação de Graças
29 de novembro / 16:00
Culto do Bebê - SAF
13 de dezembro / 19:30
Cantata de Natal - Vem Celebrar Jesus, o Emanuel - com o Coral Jovem
14 de dezembro / 19:00
Cantata - O Milagre do Natal - com o Coral Perfeito Louvor
21 de dezembro / 19:00
Cantata de Natal - Glória, de Vivaldi - com o Coral João Calvino e Camerata
4 Avisos Semanais / Mês de novembro
4 Mensagem da Semana
O PODER DA ORAÇÃO PARA TRANSFORMAR

Acredito que a maioria absoluta dos que leem este texto conhece a história de um pai chamado Jairo, que está registrada em Marcos 5: 21 a 43.

Ele era pai de uma menina que estava para morrer por causa de uma grave enfermidade. Esgotados os recursos médicos, ele sai em busca de Jesus e, ao achá-lo, prostrou-se a seus pés, e fez sua oração: “minha filhinha está à morte; vem, impõe as mãos sobre ela, para que seja salva, e viverá”.

Em resposta a este gesto, Marcos diz: “Jesus foi com ele”. Esta é a história de um pai que ora e busca solução de suas lutas, de joelhos diante do Salvador.

Quais são então as conclusões que podemos tirar desta história?

1) Pela oração podemos experimentar a presença do Salvador em nossas casas: Jesus vai à casa do homem que clama. É claro que Deus em seu atributo da onipresença está presente em todo lugar independentemente de oração. Mas aqui eu falo da presença relacional do Salvador. Ele vai à casa de Jairo dentro de uma perspectiva de ajuda, de socorro, de atenção a necessidades específicas apresentadas por este homem que ora.

2) Pela oração podemos experimentar o consolo e estímulo do Salvador: “Jesus vai com ele”. Ele ora e anda com Jesus a seu lado. Nesta faceta do cristianismo não só nós andamos com Deus o seguindo, mas Ele também anda conosco em nossas realidades e necessidades da vida.

Na jornada da vida, algumas vezes vivenciamos situações desesperadoras como a de Jairo. Quando lhe trazem a notícia da morte da filha, ele está perto do Salvador e recebe imediatamente seu consolo e estímulo. Jesus disse a ele “não temas, crê somente”. Oração não é apenas um rito litúrgico, mas um meio de relacionamento contínuo com o Senhor. Nela falamos com Deus e Deus fala conosco. As notícias podem não ser boas, mas o consolo e estímulo do Salvador certamente nos levarão a crer e não a temer.

3) Pela oração experimentamos a intervenção divina em nossos lares: “Tua filha já morreu”, disseram a Jairo. Ele pode contar com a presença de Jesus ao seu lado bem no olho do furacão. Jesus entra na casa de Jairo e vai ao quarto onde está a menina morta e intervém neste quadro extremo. A bíblia fala de um exemplo extremo de reversão de um quadro de morte, para nos mostrar até onde o Salvador pode intervir. Ele pode realizar o impossível. Aconteça o que acontecer: “incomode o Mestre”. Disseram a Jairo: “por que ainda incomodas o Mestre?”, eles queriam que a oração parasse, mas ela não parou. Ela continuou
e culminou no milagre.

4) Pela oração podemos experimentar grandes alegrias: a tristeza e choro deram lugar à musica e gratidão. O funeral virou festa. Está alguém triste? Faça oração disse Tiago. Insista e persista aos pés do Salvador, pois Ele trará a alegria de volta.


Rev. Amauri Costa

Endereço:
Rua Major Rudge, 145 - Penha
03607-010 - São Paulo - SP

Telefones:
(11) 2641-7654 / 2642-3085

Email:
ippenha@ippenha.org.br

Horários de Cultos:

Aos domingos:
09h - Escola Bíblica Hispânica
09h30 - Culto da Manhã
10h30 - Escola Bíblica
10h40 - Culto Hispânico
19h - Culto da Noite

Igreja Presbiteriana da Penha - 2014 - Todos os direitos reservados